Informação

#FRIDAYSFORFUTURE -MUDANDO JUNTOS POR UM FUTURO MELHOR!

Texto: Tabatha Frony Morgado

Amanhã, dia 15 de março, milhares de pessoas irão juntar seus corpos e vozes a Greta Thunberg. Juntas essas vozes e esses corpos vão formar um movimento global que já está atuando por um futuro para nossas crianças e gerações que correm o risco de não poder existir por conta do aquecimento global.

Na sexta feira, dezenas de milhares de alunos abandonarão as aulas e exigirão que políticos atuem com urgência sobre o assunto. O movimento é de vital importância para a continuidade da vida em nosso planeta. Lutar e demandar resposta política para lidar com as mudanças climáticas é assunto de extrema urgência. Se queremos um planeta para habitar não apenas hoje, mas amanhã e depois, precisamos fazer algo agora!

O movimento #FridaysForFuture (#SextasPeloFuturo) surgiu a partir da militância da jovem sueca Greta Thunberg, que com apenas 15 anos em 2017, deixou a escola e foi sentar-se diante do parlamento sueco com um banner feito em casa que dizia “skolstrejk för klimatet” (greve escolar pelo clima). Um ano depois, seu cartaz foi traduzido para dezenas de idiomas e seu protesto de greve na escola se espalhou para mais de 70 países.

Greta, apesar de ter apenas 16 anos, nos conscientiza da tarefa urgente que é combater as mudanças climáticas e direcionar nossas demandas para os representantes políticos. Ela também nos chama atenção para as ações que nós, individualmente, podemos tomar para diminuir nosso impacto no clima. Por exemplo, reduzir o uso de carro e optar pelo transporte público. Usar mais a bicicleta ou andar a pé nos trajetos mais próximos. Evitar voar de avião. Adotar dieta vegetariana, vegana, ou ao menos reduzir o consumo de carne (devido as grandes extensões de terra necessárias para criação de gado e pelo impacto que o desmatamento, cada vez maior, tem sobre as mudanças climáticas).

Assista o discurso sincero e emotivo de Greta Thunberg, na conferência UN COP24 sobre as alterações climáticas, e entenda porque esse ação global coordenada é tão importante para mostrar que a crise climática é uma crise! Junte-se a nós!

Eu voluntária no Projeto Movimento Recreio Limpo!

A seção “Eu Voluntária(o)” foi criada para dar voz aos participantes dos projetos que a Blue Change realiza ou apoio.  Hoje quem fala é Isabella Erzinger, que colaborou nas fases de planejamento, execução e realização do Evento “Cordão Lixo na Praia NÃO!” Idealizado pelo comitê executivo do Projeto Movimento Recreio Limpo que a Blue Change é cofundadora.

  • Projeto: Movimento Recreio Limpo
  • Evento: Cordão Lixo na praia Não!
  • Por Isabella Erzinger

Em dezembro de 2018 eu tive conhecimento do projeto Movimento Recreio Limpo por meio das redes sociais e decidi vir ao Rio de Janeiro durante as minhas férias do curso de Engenharia Florestal na Universidade Federal do Paraná a fim de me engajar ao projeto social.     
Na primeira semana da minha chegada conversei pessoalmente com a Simone Milach, Diretora da Blue Change, e logo em seguida nos reunimos com membros do comitê executivo do Movimento Recreio Limpo para discutimos assuntos referentes ao meio ambiente, como, por exemplo, o lixo nas praias, que é um dos temas mais alarmantes no momento. A região do Recreio dos Bandeirantes é famosa e reconhecida por ser o canto dos surfistas e suas ondas são uma das mais amadas pelos atletas. A função das praias não é somente lazer, mas também é sinônimo de retorno financeiro trazido pelo turismo aos investidores da região e sede de campeonatos de surf, não obstante, suas águas recebem o lixo dos frequentadores, principalmente no fim de semana, que é o período mais caótico em termos de volume de lixo produzido e deixado na areia do mar.

Fotos: Isabella Erzinger

Além da COMLURB, empresa responsável pela coleta de toneladas de lixo das praias, observei que os catadores de lixo, através do trabalho de coleta de lixo para reciclagem e obtenção de renda, possuem papel importantíssimos na redução do lixo que chega definitivamente para dentro dos oceanos. Apesar dos esforços dos dois grupos envolvidos na coleta do lixo ainda vemos todo o tipo de material no mar, trazidos pelos canais e rios, carreados da praia pela ação das ondas ou transportados de outros locais por correntes marinhas. Portanto, nos questionamos: Por que a população degrada algo utilizado por todos e que desempenha função econômica, social e ambiental? Quem é o público que joga lixo e como atingi-lo de forma eficaz? Após vários encontros e reuniões, idealizamos ao longo do mês de janeiro uma ação e inauguramos a primeira edição do “Cordão Lixo no chão, Não!”, que ocorreu no dia 3 de fevereiro, num domingo pela manhã. No dia evento tivemos a participação dos voluntários e do grupo artístico Movimento é Vida, que interagiram com os frequentadores da praia, em especial o público infantil, através de dança, conversas e distribuição de cinzeiros reciclados e coleta de bitucas, contribuindo com dados quantitativos para a iniciativa Mundo Sem Bituca, parceira do evento.

Fotos: Belu Pedrini

Espero que essa ação seja fonte de mudança na mentalidade dos que frequentam as praias e que também passe uma mensagem de estímulo para outros voluntários que queiram se engajar em prol do meio ambiente e fazer a mudança acontecer. A primeira edição da ação já demonstrou cumprir com seu objetivo: fomos incentivados e aplaudidos pelos frequentadores da praia e também pela chegada de um drone que nos filmou enquanto organizávamos a concentração do grupo de voluntários e do movimento artístico.

Quer ser também um voluntario do Movimento Recreio Limpo? Junte-se a nós! Faça o seu cadastro aqui

Cordão lixo no chão, NÃO!

A primeira ação do movimento Recreio Limpo no ano de 2019 aconteceu no início de fevereiro. A Blue Change é cofundadora deste movimento e no evento “Cordão lixo no chão, NÃO!” foi a responsável por sua idealização e realização junto com o comitê executivo do movimento.  O objetivo do cordão foi surpreender os frequentadores da praia através de ações espontâneas, divertidas e inovadoras sobre a importância de cada um de nós, e das nossas pequenas ações diárias, para diminuir o lixo nas praias e preservar o meio ambiente. Contou com a arte do breaking dance dos 4 bboys do grupo “Movimento é vida” e do apoio do Mundo SEM Bitucas, Quiosque Point 5W e do recém-criado grupo “Mova-se”.

Fotos: Belu Pedrini

A concentração foi a partir das 9h no posto 12 – praia do Recreio dos Bandeirantes/RJ, onde os voluntários foram recebidos com uma seção de alongamento e troca de conhecimento e apresentações. As ações de conscientização foram realizadas pelos voluntários que interagiram com os frequentadores da praia através da arte, dança, distribuição de cinzeiros (produzidos pelos próprios voluntários a partir de latas de alumínio), coleta de bitucas e muita animação. A BLUE CHANGE acredita que ao levar o conhecimento sobre os problemas ambientais reais, relacionados ao descarte inadequado de lixo na praia, a mudança acontece! 
O evento terminou no Quiosque Point 5W, parceiro do evento, com um show interativo dos 4 bboys do Movimento é Vida, conversas de conscientização e celebração entre os participantes.

Fotos: Rebeca Hadassa I Fotografia

Durante o “Cordão lixo no chão, NÃO!” os voluntários percorreram 700 m e coletaram 1.214 bitucas. Um número preocupante se comparado ao tamanho da orla do Recreio dos Bandeirantes. De acordo com Natália Zafra do Mundo SEM Bitucas estima-se que 12,3 bilhões de pontas de cigarro são descartadas por dia no planeta! Por isso, o descarte adequado desse material é de extrema importância, já que os filtros de cigarro são tóxicos, demoram 5 anos para se decompor, e podem causar entupimento de bueiro, enchentes, incêndios e contaminação das praias, mares e rios. 
Vamos mudar! Conscientizar! Preservar!  Vem com a gente!
Quer ser um voluntário? Cadastre-se aqui

A Ciência Cidadã foi discutida no WISE – “Working group on Inclusive and Sustainable Urban Environments”

O evento aconteceu no dia 18/9 na swissnex Brazil, Rio de Janeiro. Foi o primeiro workshop idealizado pelo St. Gallen Institute of Management Latin America (GIMLA), com o objetivo de criar uma Rede latino-americana de experts sobre cidades inteligentes. O propósito desta rede, ao contrário de muitas já existentes, só focadas na tecnologia, é colocar a cidade inteligente a serviço de nossas sociedades para promover maior inclusão social e sustentabilidade. Promovido em parceria com a swissnex Brazil, o evento contou com a participação da pesquisadora Gilda Esteves, cocriadora da Blue Change e coordenadora da linha de pesquisa sobre o Futuro da Ciência – Laboratório do Futuro/PESC/UFRJ e de representantes de importantes instituições que atuam neste tema, incluindo Luiza Mesquita do Instituto de Tecnologia e Sociedade – ITS, Jhessica Reia da Fundação Getúlio Vargas – FGV, Eduardo Barbosa do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES, e Daniel Ribeiro do Ministério Público do Rio de Janeiro – MPRJ. Em uma troca direta com o público e sob a moderação de Pedro Capra da Swissnex, esses palestrantes discutiram formas concretas de como a cidade do Rio de Janeiro pode se tornar mais sustentável e inclusiva na busca por projetos de cidades inteligentes.

wise-foto

Gilda Esteves destacou a importância da participação da sociedade na construção de uma camada inteligente de dados, onde o próprio cidadão terá um papel fundamental no fornecimento de informações importantes, como por exemplo: transporte, saúde, educação, trabalho e meio ambiente. Ao aproximar a ciência da sociedade através de projetos de crowdsourcing e ciência cidadã é possível proporcionar não apenas uma maior produção de dados científicos, mas também uma nova experiência para o cidadão. Projetos de Ciência Cidadã vão muito além da coleta de dados. Eles proporcionam um aumento da consciência ambiental, capacitação, diversidade de informação e fortalecimento das comunidades que se formam em torno de cada projeto. Quando a ciência cidadã é associada ao planejamento da cidade essa camada inteligente de dados passa a ter uma quantidade muito maior de informação e, desta forma, abre-se todo um campo novo de como utilizar essa informação para fazer a cidade ser melhor, mais resiliente e mais sustentável, trazendo maior qualidade de vida para os seus habitantes. Mais informações sobre o evento: https://www.swissnexbrazil.org/

Participe da ação ambiental de Ciência Cidadã e concorra a dois pares de ingressos para o show do Jack Johnson no Rio

post-recreiosurfeclube

A Blue Change e a All At Once, em parceria com o Movimento Recreio Limpo, vão sortear 2 pares de ingressos para o show do Jack Johnson no Rio. Para concorrer ao sorteio basta participar da ação ambiental de Ciência Cidadã durante a segunda etapa do Circuito Jonasake Aberto de Surf do Recreio 2017, organizado pelo Recreio Surf Clube.

O objetivo da ação é transformar os frequentadores da praia em cidadãos cientistas por um dia e ajudar os pesquisadores da Universidade Federal Fluminense (UFF) a investigar e classificar o tipo de lixo coletado. Com isso, espera-se gerar conhecimento para uma melhor gestão das praias e despertar a atenção da sociedade para o problema do lixo nas praias.

Data: 28/10/2017 Horário: Das 9:30h até 12:00h

Local: Praia do Recreio dos Bandeirantes – Entre o posto 10 e 11

Como participar:
1 – Procure a barraca do Movimento Recreio Limpo e a equipe da Blue Change no evento
2 – Faça o cadastro e forme uma dupla ou trio (um recolhe o lixo e o outro anota os dados)
3 – Receba o material de coleta (balde, luvas, caneta e ficha de anotação)
4 – Faça a coleta e entregue o material na Barraca
5 – Ganhe um brinde do Meu Copo Eco e concorra ao sorteio de 2 pares de ingressos para o show do Jack Johnson!

Faça a sua parte! Não deixe lixo na Praia! Multiplique a importância da conservação dos ambientes marinhos e costeiros

Surfe essa onda: Colabore com a Blue Change e concorra a um par de ingressos para o Show do Jack Johnson – Rio de Janeiro

Através da parceria Blue Change e a rede de ação social All at Once iniciamos hoje uma campanha para sortear um par de ingressos para o Show do Jack Johnson que acontecerá no dia 05 de novembro, Rio de Janeiro. A campanha é direcionada aos amantes mar e das praias.

Quando você aprende a surfar, mergulhar, pescar ou tem o hábito de ir muito  à praia, você se conecta com a natureza e aprende com ela e sobre ela! Você reconhece os ventos que trazem a calmaria e a tempestade; você percebe que a temperatura da água pode mudar com o swell. Conhece os tipos diferentes de areia; da vegetação que recobre as dunas e os animais que vivem na areia ou no mar. Também, é você que percebe e reconhece, localmente, modificações causadas pela natureza ou pelo homem nesses ambientes!

Nós da Blue Change estamos interessados em saber como você pode contribuir com o seu conhecimento para a ciência. É muito fácil! Basta seguir o regulamento e enviar uma foto com uma frase de inspiração, sensibilização ou alerta que mobilize as pessoas para a importância dos oceanos e praias.

Vem com a gente!

REGULAMENTO:
Para participar do sorteio é preciso:
1. Seguir a página @BlueChangeInitiative no Instagram
2. Postar uma foto no seu instagram:
– a foto deve ser de sua autoria e relacionada ao tema da campanha
– a frase deve ser de inspiração, sensibilização ou alerta que mobilize as pessoas para a importância dos oceanos e praias
3. Marque no seu post do instagram: a página @BlueChangeInitiative e inclua a hashtag #SurfBlueChange

Posts feitos apenas do Facebook NÃO serão validados
Posts feitos após 23h59 do dia 30 de outubro de 2017 NÃO serão validados
O resultado do sorteio será divulgado no dia 31 de outubro de 2017
A retirada do par de ingressos para o show do Jack Johnson – Rio de Janeiro será mediante apresentação de documento original com foto no local do show. Os ingressos serão nominais e não poderão ser vendidos.

A campanha é válida até o dia 30 DE OUTUBRO DE 2017.
BOA SORTE !!!

Blue Change participa de evento de engajamento socioambiental durante turnê de Jack Johnson em novembro no Rio

Por: Yasmin Restum e Gilda Esteves

A Blue Change fechou uma parceria inédita com a All at Once, rede de ações sociais do cantor, compositor e surfista americano Jack Johnson. A parceria sem fins lucrativos vai garantir um stand de exposição e interação da BlueChange com fans no espaço Village Green do show de Jack Johnson, dia 5 de novembro no Rio de Janeiro.

O Espaço Village foi idealizado pela rede de ação social All At Once e busca a troca de conhecimento e oportunidades para unir e engajar fans e projetos comunitários locais na causa da proteção do meio ambiente. Quem for visitar a Blue Change, terá a oportunidade de conhecer o nosso trabalho e como participar da rede de cidadãos e cientistas que estamos começando a construir no Brasil. Assim como a ação social All  at Once, a Blue Change acredita que as pessoas são o principal motor multiplicador do conhecimento e da necessidade de mudanças globais. “Entendemos que as pessoas tornam-se mais propensas a preservar ou cuidar daquilo que elas conhecem e, por isso, acreditamos que ao aproximar o cidadão do ciência é possível a construção de um conhecimento científico comum sobre o meio ambiente onde vivemos e estabelecer, neste cenário, uma maior percepção sobre a importância de nossas atividades individuais que se multiplicarão para criar mudanças globais”.

 

All at Once

Este ano, a campanha All at Once completa 11 anos desde que foi lançada na turnê de 2008 do cantor e propõe ações sustentáveis e o engajamento de comunidades locais. Em cada concerto, os fãs vão poder conhecer iniciativas locais sem fins lucrativos e saberem como podem ser atuantes dentro das esferas de influência: da ação, da voz e da escolha.

Segundo a organização, o evento terá também ações de incentivo de ação em diferentes projetos para além do show, incluindo iniciativas de carona solidária, de compensação pessoais de carbono e a chance de conhecer melhor, entrar em contato e saber como participar de projetos locais de sustentabilidade. Assim como nas demais turnês do cantor, vai haver pavimentação verde por toda a área de turismo ecológico, batizada de Green Village. A produção do evento também vai contar com veículos abastecidos por biodiesel e quem vai assistir ao show vai poder se locomover com transportes individuais de massa e valets de bicicletas.

O espaço vai ser abastecido com alimentos de produtores locais com propagandas ecologicamente corretas, oferecendo água gratuitamente em estações de refil e investindo em projetos locais de compensação de carbono. Inspirada na produção cinematográfica, a organização do evento se comprometeu em fornecer locais para recolhimento de copos plásticos pra que possam ser reutilizados ao longo do evento.

Mais informações no site e nas  redes sociais da campanha no twitter, instagram e facebook.

Assista também ao vídeo sobre a All at Once, rede de ações sociais do Jack Johnson

 

 

 

Alunos trazem diferentes perspectivas sobre o tema “Água”

A “Água” foi tema de pesquisa dos alunos de Biologia do primeiro ano do ensino médio da Escola Estadual Santa Rita (Pelotas/RS). Os alunos, que também participam do projeto de Ciência Cidadã “Bebeu Água”, apresentaram para as turmas diferentes perspectivas em torno da questão da água.

Alguns dos tópicos levantados pelos alunos foram: Alimentos que gastam água; Consumo da água na agricultura; Poluição da água; e Os benefícios da água para as plantas.  No projeto Bebeu Água, a temática investigada pelos alunos é a geração de lixo plástico associado ao consumo de água mineral.

Trazer para a sala de aula o debate de temas que são vistos como desafios globais dessa geração é essencial para a formação de cidadãos comprometidos com a sustentabilidade do planeta.

 

 

 

Campanha: A Ciência Cidadã é para quem?

Nesta semana (24/07) a Blue Change começou a Campanha de comunicação “A Ciência Cidadã é para quem?”. A campanha tem o objetivo de mostrar exemplos de grupos de pessoas que podem participar de projetos de Ciência Cidadã em ambientes marinhos e costeiros. A ideia é surpreender as pessoas que nunca imaginaram que poderiam contribuir com a ciência nesses ambientes e ainda mais, fazendo o que amam.

Confira a campanha no facebook e instagram da iniciativa @bluechangeinitiative com a tag #seulegadonaciencia

Confira abaixo alguns exemplos da campanha que já foram lançados:

Resumo de Conferência: CIÊNCIA CIDADÃ COMO INSTRUMENTO DE SUPORTE À GESTÃO DE AMBIENTES MARINHOS E COSTEIROS

No dia 23 de junho, as idealizadoras da iniciativa Blue Change, Simone Milach e Gilda Esteves, estiveram em Rio Grande/ RS, para apresentar o trabalho “CIÊNCIA CIDADÃ COMO INSTRUMENTO DE SUPORTE À GESTÃO DE AMBIENTES MARINHOS E COSTEIROS” no X Encontro Nacional de Gerenciamento Costeiro – X ENCOGERCO.

Leia o Resumo aqui: Ciência Cidadã em ambientes marinhos e costeiros.